Às vezes a pessoa só não quer a gente mesmo


A gente tem uma clara obsessão em ter respostas das coisas. É uma necessidade para que possamos medir o quanto podemos ser nós mesmos e para quem. Então a gente busca respostas desde o porquê das coisas acontecerem até o porquê delas simplesmente não acontecerem. Lemos textos, fazemos terapias, conversas intermináveis com amigos, tudo para estudar o assunto e encontrar algum alívio que faça nossa mente acalmar diante das dúvidas da vida. Acho que sempre seremos assim, isso faz parte da gente. Só que eu acho também que para alguns casos simplesmente a resposta é a mais simples, justamente aquela que a gente esquece de considerar de tão simples que é.

Por exemplo, a pessoa que você tem interesse, às vezes, simplesmente não tem o mesmo interesse por você também. Cruel e fatalmente assim. A vida real não dá certo todos os dias. Só que antes de chegar nessa conclusão, muito provavelmente você passa a não dormir direito sem entender, o apetite vai embora e, em alguns casos, você começa a procurar defeitos em si mesmo para justificar o desinteresse da pessoa. É como se para você fosse certeza que a pessoa não é recíproca às suas intenções justamente pelas coisas que você não gosta em si – como se ela tivesse percebido tudo isso. Tipo, se você não está tão contente com seu peso atual, você pensa que certeza que é por isso que a pessoa não te quer. Se você é meio tímido(a) e não consegue emendar assuntos, você pensa que certeza que é por isso que a pessoa não te quer. Se você gosta de filmes que a pessoa não demonstrou gostar muito, você pensa que certeza que é por isso que a pessoa não te quer. Essa avaliação é injusta demais e só faz sofrer. Não é por aí. Esses pontos, entre outros, são coisas suas nas quais, provavelmente, ninguém nunca percebeu da mesma forma que você ou nunca deu a mesma importância como você dá.

O problema é você pensar que o fato de uma pessoa não querer nada com você tenha a ver com defeitos seus – ou coisas que não gosta tanto assim mas que não chegam a ser defeitos. Não é por aí. O que pode acontecer, de fato, é a pessoa simplesmente não estar no mesmo momento que o seu, portanto, faça o que fizer, tenha as atitudes mais incríveis que existir, ela não vai retribuir. E isso faz parte.

Vai ver é assim mesmo, já parou para pensar? Vai ver a pessoa te achou incrível em muitas coisas mas ela não consegue retribuir neste momento. E por quê? Porque ela tem atravessado outra fase da vida, tem experiência recentes diferentes das suas e expectativas que não se completam com as suas. Não é sobre seus defeitos – aqueles que você encana que todo mundo percebe -, não é sobre algo que tenha falado, é sobre ela. É o caso clichê horrível porém real do problema ser exatamente da pessoa, não seu.

É claro que isso pode acarretar uma série de desdobramentos para a vida dela, pois, se ela for do tipo que não da abertura para pessoas legais chegarem na vida, quem vai sofrer será essa pessoa, a curto ou médio prazo. Mas isso é outra história.

O que você precisa colocar na cabeça e começar a considerar é que muitas vezes a pessoa infelizmente não quer. Não há nada que você possa fazer para reverter este quadro a não ser continuar sendo a sua melhor versão. Tem gente que demora para perceber que tem gente bem intencionada.

Uma vez que você passar a considerar que muitas coisas da sua vida são simplesmente difíceis de entender por serem assim mesmo, você vai sofrer menos. Muitas coisas da vida não possuem exatamente uma resposta. Muitas definições da vida são rasas mesmo. Se tudo isso te fizer sentido, você vai começar a viver mais leve.

E, uma vez que você considerar a possibilidade da pessoa simplesmente não te querer por nenhum motivo especial negativo sobre você, você vai passar por isso mais rápido. Agora, se o seu sentimento for algo que ultrapassa seu controle, tudo o que te cabe é mostrar para este alguém o quanto você pode ser alguém que faça não precisar mais de ninguém.

Às vezes a pessoa só não quer a gente mesmo.
Às vezes ela se arrepende.
Às vezes é tarde demais.
Às vezes não.
Quem perceber a verdade primeiro sofre menos.

por Márcio Rodrigues.
@marciorodriguees
umtravesseiroparadois@gmail.com

2 Comments

  1. O TAPA NA CARA QUE ESTAVA PRECISANDO ❤️

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*