Feliz por não valorizar dias tristes

Nem todos os dias são bons.
Mas todos os dias vivemos bons momentos.
“Sabe aquele dia que a gente não devia ter acordado?”
Não. Todo dia merece vivido, muito bem vivido.
Nem todos os dias são bons.
Mas pelo menos uma hora do seu dia pode ser ótima.
São 24 chances, definidas em horas, para vivermos bons momentos em um único dia.
E caso o destino não colabore, nós podemos fazer a nossa parte.

O que é ter um bom dia? Ter a resposta que esperamos? Um flerte novo para contar?
O dia é seu ou de quem você gostaria que estivesse com você?
As contas para pagar são suas ou de quem você gostaria que estivesse com você?
E onde está o sentido em doar parte da nossa vida para quem não quer que façamos parte da dela?

Mesmo sabendo que vai nos fazer mal, nós vamos lá e: lemos de novo aquela mensagem. Nós vamos lá e: ouvimos de novo aquela música. Nós vamos lá e: chamamos para conversar e receber patadas. Nós vamos lá e: vemos de novo aquela foto. Nós vamos lá e: visitamos o perfil para ver como anda a vida. Nós vamos lá e: procuramos maneiras de chamar a atenção. Nós vamos lá e fazemos um monte de coisas nas quais sabemos que dificilmente nos farão bem. Bem, pelo menos nós fazemos. E isso tem seu valor. Tem gente que prefere morrer abraçado ao orgulho do que viver com a paz de respeitar o que sente e fazer alguma coisa para tentar dar certo. Toda tentativa é valiosa, apesar de eventualmente ingrata. Toda tentativa, porém, tem data de validade.

Na busca pela felicidade, nós esquecemos das alegrias.
Toda felicidade é uma soma de alegrias.
Nas 24 horas do nosso dia cabem muitas alegrias.

É injusto despejar nas costas do desejo em ser feliz a nossa incompetência em aproveitar os nossos próprios dias. A impressão que dá é que um dia só é feliz quando se tem alguém para acompanhar, quando respondem nossa mensagem, quando beijamos alguma boca, quando nos dizem alguma coisa bonita, quando alguma pessoa nos ajuda! E essa é uma bobagem sem tamanho! É um erro crer que a nossa felicidade depende da presença de outra pessoa em nossa vida.

Nem todos os dias são bons.
Mas todos os dias nós podemos fazer alguma coisa para que sejam.
E essa coisa não tem nome e sobrenome. Essa coisa não tem endereço. Essa coisa não nos abraça. Essa coisa não diz que nos ama. Essa coisa não diz que não nos quer mais. Essa coisa é algo que só nós sabemos; só nós sabemos o que podemos fazer para vivermos dias mais felizes.

E daí que a resposta não veio? E daí que a mensagem só foi visualizada? E daí que ainda não sabe como vai ser o seu fim de semana? E daí? E daí?
Em breve, esta hora em que ocupa lendo este texto vai acabar e o que você fez para que ela fosse boa para viver?

Você é a melhor pessoa que poderá conhecer na sua vida.
E você tem o poder de fazer feliz a si mesmo. Você tem o poder de comprar uma roupa para se sentir melhor. Você tem o poder de ouvir a música que mais gosta. Você tem o poder de pegar o telefone e ligar para quem te faz bem. Você tem o poder de fazer da sua vida a melhor para ser vivida. Você tem o poder de transformar os seus dias. Você tem o poder de sair na rua se sentindo a melhor pessoa do mundo. Alguém pode aparecer para te ajudar, mas enquanto não aparece, você tem o poder de seguir sem que dependa de alguém.
Você tem o poder de ser feliz.
Você tem o poder de ser feliz por não valorizar dias tristes.
E poder continuar vivendo.

—-
Atenção São Paulo:
Dia 08 de Fevereiro, vou mediar um bate-papo num evento muito legal sobre AMOR.
Você está convidado(a) para comparecer, assistir aos belíssimos shows do dia e conversar sobre o que vivemos. 🙂
Mais detalhes do evento aqui: http://goo.gl/ae50pH
Até lá. <3

1 Comment

  1. Esse seu texto combina bem com esse vídeo:http://youtu.be/2DElIxtIWkM

    Beijos 🙂

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*