A felicidade é um desejo de todos nós.
A gente acorda todos os dias pensando se estamos mais perto da felicidade que desejamos. A gente faz planos, a gente trabalha, a gente economiza – ou não -, a gente corre atrás, a gente faz um monte de coisa e fazemos todas essas coisas com o objetivo de sentir um pouco da felicidade que nos preencherá o peito.

E faz sentido. Sempre seremos assim.
Mas existe um atalho que nos aproxima dessa felicidade, que é: ficar feliz pelas outras pessoas. Saber compartilhar do momento bom que alguma pessoa que gostamos está passando e, com isso, aumentar ainda mais desse sentimento.

Afundados na nossa própria vida, a gente esquece de celebrar a vida de quem amamos. E a gente não tem exatamente culpa – a gente só esquece no meio de tanta correria. Mas a grande sacada da vida é justamente a atenção que a gente dá para as coisas que parecem menos importar. O peso que a felicidade de alguém tem na nossa vida contribui para que possamos viver mais de uma vida feliz. Uma coisa atrai a outra.

A gente pode ser mais feliz pelas pessoas. A gente pode aprender a prestar mais atenção e celebrar mais uma alegria que não é nossa. Isso é sobre como a gente demonstra um sentimento bom quando alguém nos conta uma notícia boa; isso é sobre o quanto a gente diz palavras boas para alguém que está nitidamente vivendo um momento bom.

Alegria se multiplica. Ficar feliz pelas outras pessoas faz do nosso coração melhor. Ficar feliz pelas outras pessoas faz dos nossos dias mais leves. Ficar feliz pelas outras pessoas é o caminho mais perto pra gente ficar feliz com a nossa vida também. A lógica é a seguinte: você pode até achar que não existe um motivo tão grande para se sentir feliz, mas perceba se diferente de você alguém que você gosta está vivendo algo do tipo. Perceba e tente compartilhar disso. Perceba e tente celebrar essa felicidade. Perceba e se coloque a disposição para comemorar, para deixar maior, para contagiar o clima com esse sentimento. É isso: você estará preenchendo os seus dias com novos motivos de alegria, ainda que não sejam seus.

E a felicidade é uma soma de alegrias.

Entre tanto sentimento ruim que existe por aí e tantos motivos que a gente tem para reclamar da vida, por quê a gente não tenta ver mais a parte boa do que a ruim das coisas? Especialmente se for sobre as pessoas que gostamos?

É sobre isso. Quando foi a última vez que você ficou realmente feliz pela felicidade de alguém?

por Márcio Rodrigues.
umtravesseiroparadois@gmail.com
@marciorodriguees