Você está sendo tudo o que odeia: reclama demais, nada está bom, tudo atrapalha e notícia boa não aparece. Reclama tanto que não consegue ver quando algo está bom, quando algo funciona e quando notícias boas aparecem. É tão lógico que dá até raiva.

Reclama do salário, mas não procura outro emprego. Reclama de não ter ninguém, mas não facilita alguém chegar e apavora todos que se aproximam. Reclama que precisa de férias, mas só deixa dois dias de uma semana com sete para se divertir. Sua vida é uma rotina por sua culpa. Você está envelhecendo 10 anos por mês e não percebe.

Se faz frio, reclama. Se faz calor, reclama. Se chove, reclama. Se não chove, reclama. Se o cabelo acorda bem, reclama que poderia ser todo dia. Se alguém está afim de você, reclama que está indo rápido demais. Se o sexo foi bom, reclama que já teve melhores. Se te dão atenção, reclama que está sendo grude demais.

Reclama até do horóscopo, coitado. Olha o signo, compartilha signo, olha ascendente, respeita o que falam sobre você mas não respeita o que sente.

É claro que eu falando tudo isso também sou alguém reclamando, mas você é mais inteligente do que a interpretação de que só estou sendo um reclamão também. Você sabe onde quero chegar.

Cuide um pouco mais de você.
Reveja sua vida inteira e analise o que dá para melhorar. Sempre dá. O mundo não nos obriga a fazer nada e nós somos responsáveis por muitas das coisas que odiamos. Nós somos uma máquina de problemas.

É que já tá ruim demais para você reclamar tanto, principalmente nas relações. Você está numa fase tão estranha que até quando a pessoa boa você procura um motivo para reclamar; até quando a pessoa te dá um presente você questiona; até quando a pessoa só diz que gostou de ficar com você, você já leva na maldade e sugere que isso significa outra coisa. Já percebeu essas coisas?

Para de reclamar um pouco. A vida já é sofrida e você parece querer sofrer. Reserva uns minutinhos para agradecer também. Olha que legal ter um emprego, olha que surpresa o cabelo acordar bom, olha que gostosa que é a chuva, olha como tem alguém puxando papo com você com uma conversinha daquelas de esfriar a barriga e interromper a rotina.

Se você reclamar menos, vai perceber como a vida vai acontecer mais.

por Márcio Rodrigues.
@marciorodriguees