Se eu me colocar no seu lugar você me coloca na sua vida?

Eu sei como é.
Sei que tem dias que o que menos queremos é levantar.
Tem dias que o cabelo não colabora e que até o ônibus demora mais pra passar.
E esses dias se repetem algumas vezes na nossa vida. É difícil ter que lidar com tudo isso.
As cobranças da rotina também não colaboram tanto.

É preciso ter tanta coisa que esquecemos de aproveitar o que já temos.

Em geral, carregamos o peso de que é preciso ter um bom emprego, um carro legal, um celular moderno, uma roupa de marca, uma reconhecimento virtual, viagens pelo mundo, amigos bonitos, uma casa boa e um espelho bom para se auto fotografar. A nossa felicidade, nesse cenário, se torna condicionada às coisas que não temos ao invés de ser baseada ao que já temos e à nossa vontade de querer outras.

Eu sei como é.
E, se quiser, posso te explicar o pouco que aprendi.
É que eu não sei tanta coisa assim quanto parece,  mas tenho minhas opiniões pra somar às suas. Daí você pega as que mais gostar para te ajudar. Vai que a gente combina a forma de ver a vida.

Não sei exatamente como você é, mas sei o que eu posso ser pra você.

Mas eu não quero te invadir, será melhor se encontrar um canto na sua vida para eu me encostar. Estou aqui para não te deixar desanimar.
Te soa clichê eu parecer só mais alguém falando coisas bonitas para se aproximar?
Eu não quero mais uma noite com você, quero as minhas noites com você.
O que eu posso fazer para te convencer?
Se eu me colocar no seu lugar você me coloca na sua vida?

Talvez eu não seja quem te conta novidades para esquecer tristezas, mas bem que eu posso ser quem você pode contar mesmo que não queira contar nada.

Eu sei como é.
Sei que tem dias que parecem não acabar.
Tem dias que nem as músicas boas no fone parecem nos animar.
E esses dias dificilmente deixarão de existir. Esse é o tipo de coisa que precisamos aceitar.
E não é que você não saiba de tudo isso, mas eu posso ser quem vai gostar de te lembrar.

Me aponta no dicionário uma palavra que explique o que sinto ao te ver feliz? As que eu conheço já estão vencidas. Me fala sobre os seus medos e sobre os dias que o sol te irrita ao tocar sua pele; sobre os dias em que o sol te faz bem ao beijar sua pele. Me fala da sua inconstância e mudança de humor; em como um dia pode amar e no outro pode odiar. Me fala sobre a sua alto-estima: o que as pessoas dizem gostar em você? O que você gosta em você? O que as pessoas nunca viram em você? O que você deixa com que as pessoas vejam em você?

Se eu me colocar no seu lugar você me coloca na sua vida?
Se eu não conseguir mas pelo menos tentar você pode valorizar a tentativa?
Eu não quero te prever, tão menos pressionar, não quero ler sua cabeça nem muito menos te controlar, mas eu aceito ocupar algumas horas do meu dia te ouvindo contar do seu.

 

2 Comments

  1. Acho muito lindos e inspiradores seus textos! As músicas nem se fala. Não param de tocar na minha playlist!

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*