Um dia a gente aprende

Pra começar, um dia a gente aprende que no fim tudo vai ficar bem.
E que se tudo estiver uma bosta, é melhor esperar o fim antes de desanimar.
E que o fim só chega para aqueles que não sabem enxergar um novo começo.
Então um dia vamos parar de reclamar tanto e vamos começar a valorizar mais. Vamos começar a achar mais graça nas mensagens surpresas e nos desejos de um fim de semana mais longo para se enroscar de pijama no edredom.
Um dia a gente aprende que raramente as coisas acontecem como esperamos. E que nem sempre isso é ruim. Tem vezes que vai servir para aproveitar, outras pra viver, todas pra aprender.

Um dia a gente aprende que algumas coisas saem da nossa vida para que outras possam entrar; que algumas pessoas vão embora para que outras possam chegar; que o maior amor que já sentimos é o maior amor do mundo até aparecer outro maior amor do mundo para sentirmos.

Um dia a gente aprende que nem sempre vale insistir tanto. As coisas vão começar a fazer sentido e vamos perceber quando só nós estamos lutando por algo para dois. E quando esse dia chegar, a gente vai aprender que no fim das contas essa pessoa só fazia de conta que a gente fazia diferença.

Um dia a gente aprende, por outro lado, que viver olhando pra trás só funciona no retrovisor. Vai chegar um dia em que a gente vai aprender que bom mesmo é gostar pra valer, ligando quando a gente quiser, confessando saudade quando a gente quiser e mandando à merda esse negócio de viver com joguinhos de modos de fazer.

Um dia a gente aprende que se arrepender é uma possibilidade para aquelas que tentam. Que ao tentar, nós temos chances de nos darmos bem ou mal, que essas chances são completamente iguais mas que só sabe do resultado aquele que faz alguma coisa. E aí a gente aprende que se arrepender não é o maior dos problemas. Um dia a gente aprende que pedir desculpas não nos faz piores pessoas, que na verdade mostra quão de verdade somos e como reconhecemos nossos erros. E que nem sempre nós temos que acertar.

Um dia a gente aprende que amar não é aceitar desculpas um milhão de vezes, que não somos obrigados à passar a mão na cabeça dos problemas só porque confessamos amor. Chegará o momento em que fará sentido na nossa cabeça que tão bom quanto o amor que amamos é o amor que somos amados.

Um dia a gente aprende que tentar esquecer alguém beijando outra boca só nos faz de idiotas das nossas próprias vidas. Que as pessoas não existem para ocupar o lugar das outras. Que o sexo é diferente basicamente por ser pessoas diferentes. Que esse negócio de lutar contra o que sentimos só para mantermos a pose de fortes só mostra o quanto somos fracos. Um dia a gente aprende que não tem problema nenhum em admitirmos que temos um problema, mas que também o maior problema é não tentar superar nossos problemas.

Um dia a gente aprende e entende que existe sim alguém que gosta da gente. Mas que esse alguém pode não ficar pra sempre e que por isso é preciso tornar o enquanto eterno enquanto existir. Um dia a gente aprende que sempre dá para fazer mais por quem gostamos. E aí a gente vai aprender também a valorizar quem valoriza a gente, a olhar diferente para quem sempre nos olhou diferente. Um dia a gente aprende a reconhecer quem quer o bem da gente e vamos parar de dar atenção para quem prova que não faz questão da gente.

Um dia a gente aprende o quanto damos valor à coisas que não merecem. A gente vai aprender a pensar mais antes de falar qualquer coisa, principalmente à quem gostamos. A gente vai aprender a respirar antes de descarregar um caminhão de bosta em cima de quem gostamos por esse alguém curtir a foto de alguém que não gostamos tanto assim. Um dia a gente aprende que o que importa é a pessoa que gostamos estar com a gente, e mais, que se viver controlando o que alguém sente pela sente e viver esperando certezas só vai nos matar.

Um dia a gente aprende que não precisam demonstrar igual demonstramos, mas que é preciso demonstrar alguma coisa. E que talvez nós não demonstramos tanto quanto esperamos que também demonstrem. E aí a vai exergar que erramos mais do que imaginamos.

Um dia a gente aprende a falar de saudade como algo de verdade. A gente vai aprender a transformar a dor em um amor pra recordar e vamos saber lidar melhor com coisas que não precisamos lidar mais.

Um dia a gente aprende que mais vezes sofre por uma mensagem visualizada aqueles que não tem coragem de ligar, que mais vezes sofre por um encontro não marcado aqueles que não tem coragem de convidar, que mais vezes sofre por ciúmes descontrolado aqueles que não sabem organizar os próprios sentimentos.

Um dia a gente aprende como viver é óbvio.

6 Comments

  1. “Um dia a gente aprende que mais vezes sofre por uma mensagem visualizada aqueles que não tem coragem de ligar, que mais vezes sofre por um encontro não marcado aqueles que não tem coragem de convidar, que mais vezes sofre por ciúmes descontrolado aqueles que não sabem organizar os próprios sentimentos.”

    Esses textos tapa na cara, Deus! :”)

    Dorei! *-*

  2. Um dia, a gente aprende que nunca pára de aprender.
    🙂

  3. Aquele texto maravilhoso que continua dando tapas na cara e fazendo o maior sentido na vida. Um dia a gente aprende ❤

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*