A gente faz merda.
A gente faz muita merda.
Algumas vezes, felizmente, a gente percebe.
Outras tantas, porém, a gente nem se dá conta.

Tem algumas – muitas – vezes que fazem merda com a gente.
Tem gente que hoje diz que gosta para amanhã não ter tanta certeza assim.
Tem gente que sempre reforçou não gostar da gente até que um dia se arrepende – e, via de regra, isso acontece quando uma pessoa nova entra na nossa vida.

Vai dar muito errado sim.
Esse papo das coisas darem sempre certo é uma roubada. É escolher acreditar numa idealização ingênua e até utópica. O otimismo é um grande aliado para encarar a vida, mas ignorar a chance das coisas darem errado é ser sommelier de sofrimento.

Entenda: você não precisa sair por aí acreditando que tudo vai dar errado. O problema é você acreditar demais no contrário, isto é, acreditar nas novelas e filmes que assiste, nas músicas que ouve ou nos textos que lê.

Tem muita gente te transformando em uma pessoa ansiosa.
É cada demonstração de amor incrível que fica difícil acreditar ser possível viver algo parecido. Tá puxado. As novelas, músicas e textos, principalmente na ~internet da felicidade~, disparam gatilhos que a gente não prevê a sequela. Cegos pela ideação de felicidade, a gente repete que acima de qualquer outra coisa “o importante é ser feliz”.

Porra. O que é ser feliz? Quem é que determina isso? E esses padrões que a gente vê? Eles estão certos?
Quem é que consegue ser feliz todos os dias?

Vai dar muito errado. Vai dar errado, desculpe, para caralho.
E dar errado é muito importante. Ignorar a dor não faz o amor chegar mais rápido.

Você não vai gostar de alguém que diz gostar de você.
Já deve ter acontecido isso.
Alguém não vai gostar de você da mesma forma que você.
Isso então nem se fala.

Você vai se sentir um lixo por estar gostando de alguém que, em tese, não devia gostar.
Vão te fazer se sentir horrível com uma traição.
Vai se ver chorando feito idiota por alguém que não merece um segundo de atenção.
Vai até perder a fome, se bobear, de tanta saudade.
Que papelão a gente passa, né?
Vai dar muto errado sim.
Você vai prometer amar para sempre até amar alguém de novo.

É sério: vai dar muito errado sim.
Essas fotos que você dá like são fotos que você clicou numa tela do celular.
É bom a gente se lembrar disso para mantermos nossos pés no chão.
Esqueça esse papo de felicidade acima de tudo, do importante é ser feliz e tudo mais.
Este é mais um texto de internet sim, mas é um texto onde, tranquilamente, você pode discordar.
Este texto, sobretudo, é um alerta que você pode escolher entre interpretá-lo como um despertar para a vida real ou um monte de baboseira negativa escrita.

Não vai dar certo sempre.
E tudo bem.

por Márcio Rodrigues.
umtravesseiroparadois@gmail.com