Vocês estão estragando tudo

É difícil ter que continuar nadando nesse mar de gente sem coração.
É por isso que cada vez mais a gente vê tantas pessoas desacreditando sobre os mais bonitos sentimentos dessa vida.
Talvez seja por isso também que os refrões de mais sucesso são os de dor.
Vocês estão estragando tudo!
Esse negócio de entrar na vida de uma pessoa, ajudando a fazer com que 1 minuto se transforme em uma vida inteira, e depois sair dessa mesma vida sem mais nem menos, não é algo que se recomende pra ninguém.
Parece que ninguém mais se importa com ninguém.
As pessoas estão deixando de ser pessoas para se tornarem copos plásticos, daqueles que você usa e depois joga fora sem pensar duas vezes. A metáfora pode ser pobre mas nem por isso menos certeira.

Dizer que gosta de alguém se tornou motivo pra se afastar e não pra se aproximar; parece ser a pior coisa a se ouvir, parece que cria-se então um escudo ou algo do tipo “não me venha com essa história”. Aí vem gente que diz “calma, já sofri demais e não quero passar por isso de novo” e essa reação soa como uma vingança em outra pessoa que nem tem culpa de nada, e que até que prove o contrário, é só mais uma pessoa tentando ser feliz com alguém.
Confessar felicidade pela volta dos sorrisos, todos dedicados à alguém especial, também não é algo para se comemorar, é algo para prejudicar, para colocar por terra todos os planos.

O que vocês querem da vida então?
Não dá pra perceber na segunda palavra que a pessoa está abrindo a vida pra você entrar? Não tem como dizer pro coração: “goste um pouco mais devagar”. Quem consegue esconder que está gostando? Por quê então fazem tão pouco com o muito que tanto fazem por vocês?

Vocês estão estragando tudo!
É mais fácil conhecer uma pessoa que tem uma história triste pra contar do que uma feliz pra inspirar. E isso é culpa de vocês!
Isso é culpa de vocês que não sabem o que querem, que trocam de opinião como trocam de roupa, que passam de um amor pro outro com se fosse uma baldeação no metrô. A vida não é só de vocês que agem dessa maneira, não mesmo!

Um beijo é feito por duas bocas, que fazem parte de duas pessoas, onde cada uma tem um coração e uma reação diferente, onde cada uma aproveita de um jeito diferente. Isso significa que tudo o que você fizer que tenha relação com outra pessoa terá efeito nessa outra pessoa. A língua portuguesa resume isso em uma palavra: respeito.

O olho no olho depois de um beijo é o passaporte para fazer as malas e se mudar para dentro da vida da pessoa.

Mas por quê vocês estão estragando tudo, então?
Por quê vocês inventam tantas histórias como se lidassem com crianças recém nascidas? “Ah, porque eu não quero te ver mal”. Que saco, quanto mais você faz algo que não é sua vontade para não ver a pessoa mal, mais mal você está fazendo à ela. Se a sua vontade é ir embora e nunca mais telefonar, que seja dito isso e não algo do tipo: “Acho que você gosta mais de mim do que eu de você!”. Esta é uma das piores coisas a se ouvir!

Não se vive uma história pela competição, se vive pelo coração.
É este coração que diz o quanto está gostando, o quanto está fazendo bem; ele que diz o tamanho da vontade de planejar coisas e incluir alguém nesses planos. Não existe essa merda de história de alguém gostar mais que outro alguém, as pessoas gostam diferente, de jeitos diferentes, umas demonstram mais e outras menos. O que existe é o fim das coisas. Por mais cruel que seja. Existe o fim da vontade de continuar, de ligar, de perguntar se está tudo bem, de dizer que chegou em casa, de dizer pra onde está indo. Existe o fim, é isso, existe o fim, não existem desculpas, existe o fim das coisas.

“Ah você é uma pessoa perfeita, o problema sou eu e não você!”
Mas é claro que o problema está em vocês que dizem uma coisa dessas!
Ninguém é obrigado a gostar de ninguém e nem existe um contrato com data de validade das histórias, mas existem as pessoas reais que mergulham e vivem cada segundo construindo momentos incríveis, momentos dos dois, momentos da história dos dois. Também não existe ninguém perfeito. Nem dá pra falar que existe quem erra menos, porque voltamos na questão da competição. Mas existem erros e acertos, didaticamente dessa maneira. Custa falar que cansou e que não quer mais? Custa ser real pelo menos na hora do tchau? O que não dá pra entender é como vocês inventam coisas pra justificar a real vontade de vocês!

A vontade de não machucar só machuca mais.
A mentira pra esconder só traumatiza mais.
A preocupação em manter uma amizade só diminui as chances disso se tornar verdade.

Vocês estão estragando tudo!
Vocês e essas desculpas e esse jeito de lidar com as pessoas; jeito de lidar com o que as pessoas sentem. “Ah, mas você é sentimental demais, por isso fica mal assim!” É ISSO! Vocês precisam aprender que as pessoas não são iguais à vocês. Existem as que vão sofrer e vão chorar sangue com o fim de uma história, assim como existem as que vão sair pela porta sem olhar pra trás. O que não deve existir é essa falta de respeito de vocês para com todas as outras pessoas do mundo.

Valorize quem quis te dar um beijo, poderia ser qualquer outra pessoa, mas você foi a escolhida. Valorize quem te pede pra avisar se chegou bem em casa, poderia ser uma preocupação para qualquer outra pessoa, mas é por você. Valorize quem transa com você e te entrega o corpo, poderia ser pra qualquer outra pessoa, mas é com você. Valorize quem te pede desculpas, poderia ser qualquer mentira, mas é uma desculpa pra você. Que saco, valorize quem diz que gosta de você, poderia gostar de qualquer outra pessoa, mas gosta de você.
É tudo uma questão de valorizar o que realmente importa nessa vida: o coração das pequenas coisas; a origem. Ao invés de ver possessividade no pedido de “me avisa quando chegar”, veja como alguém que se preocupa. Ao invés de ver como quem reclama demais as conversas tipo “você parece distante, não me manda mais mensagem” veja como alguém que está tentando melhorar a vida dos dois.
Vocês, vendo com esses olhos egoístas, só estão estão estragando tudo!

Quem somos é tudo o que temos nesse mundo.
E por isso, somos responsáveis em fazer desse mundo algo melhor na medida do possível.
Existe amor dentro das pessoas, sabiam? Que vocês um dia percebam isso e parem de olhar só para os próprios umbigos e percebam que estão estragando tudo, antes que seja tarde demais. Vocês estão matando o que de melhor nós temos: nosso coração.

foto

por Márcio Rodrigues.
Instagram: @marciorodriguees
umtravesseiroparadois@gmail.com

456 Comments

  1. Não sei se fui só eu mais eu me senti como a pessoa que esta errando!

  2. Também estou fazendo tudo errado. =(

  3. Perfeito… Apesar de triste…

  4. Ótimo!

    Parabéns pelo texto.

  5. Magnífico o que o texto traz para dentro de nós, do nosso pensamento e, principalmente, quando nos faz perceber que também estamos errando. Seja um simples erro, observe-o e tente revertê-lo para melhorar a ti e ao próximo.

    • Exatamente, Luana.
      Nós sempre erramos, não é mesmo? E isso não é tão ruim assim; a gente precisa errar pra melhorar, tendo em vista que somos uma mudança constante.

      Fico feliz por gostar do texto e espero que leia outros também.
      beijos.

  6. Mais um ou uma idiota que tomou uma bota e nao soube lidar ai vem e acha q ninguem se valoriza hj em dia. Amor, amiguinho ou amiguinha, é para os fortes. É algo que se conquista. O amor é um jogo. Manter a outra pessoa apaixonada por vc qndu os dois estao acomodados é dificil e tbm faz parte do jogo de conquista do amor. Agora se vc perdeu e acha que a culpa eh do outro, vc eh um mal perdedor ou perdedora que nao soube lidar com a rejeição. E ate a rejeição faz parte desse jogo. O ser humano precisa brigar e guerrear na vida para poder ter uma vida. No amor a msm coisa, se vc eh um guerreiro (ou uma guerreira), levanta a cabeça e parte para a proxima!

    • Fala Thiago, tudo bom?
      Se for o caso, sou UM idiota, pois me chamo Márcio. 🙂
      Mas na verdade não sou não. Eu não escrevo sobre a minha vida, escrevo sobre as pessoas. Se você ler os textos anteriores vai perceber que escrevo sobre diversos temas. Por isso, este texto não se trata de rejeição, que por sua vez, concordo com você por ser algo que todos devemos passar. Não há lição só com sorrisos. Sou um dos maiores entusiastas das fases da vida; nas quais acredito que devemos viver todas. Só que nesse texto quis falar sobre o respeito entre as pessoas, não sobre a necessidade de se manter alguém. Quis escrever sobre como devemos ser honestos com quem nos relacionamos, seja pra dizer que gostamos ou pra dizer que não gostamos mais. Repito que concordo com o que disse e acho interessante ter visto por esse ponto de vista, mas a intenção aqui era só escancarar a falta de respeito que algumas pessoas tem com outras, com o que as outras sentem, com o que todas sentem. É mais uma questão de reciprocidade.

      Obrigado por comentar,
      abraços!

      • Poxa vida, Márcio, como você é educado! Qualquer um já teria sido bem estúpido na resposta ao Thiago, já que ele começa o comentário te chamando de idiota rs.
        Mas parabéns! Parabéns pelo texto, pela superioridade e educação na resposta, e por manter o respeito com todos os que comentam aqui.

        • Obrigado por perceber isso, Marcela!
          Escrevi sobre respeito, é justo que eu saiba respeitar, né? Ele reagiu daquela maneira e eu não poderia revidar: 1) não sou assim, 2) era o jeito que ele encontrou de opinar, então, prefiro opinar do jeito que eu sou também. Acho que ele gostou da minha resposta, haha.

          Espero que leia outros textos,
          Eu que agradeço por comentar, de verdade!

          Beijos.

      • Gostei do seu texto, respeito é essencial em qualquer relacionamento: familiar, namoro, casamentos, amizade e trabalho. Nós dificultamos muito as coisas. Idealizamos as pessoas. Cobramos o que deveria ser gratuito. Todos erramos. Mas admitir e pedir desculpas é uma tarefa tão difícil. Ninguém quer perder, Vivemos numa competição.

      • Acho que o Thiago, assim como uma quantidade enorme de pessoas, não percebeu o óbvio: Independente do resultado final, a gente SEMPRE pode escolher ir pelo caminho mais justo e de respeito por todos os envolvidos. Não importa se vamos ficar juntos ou não, não é disso que se trata, mas sim de como lidamos com a situação e com o sentimento do outro. E isso vale pra todos os tipos de relacionamentos, não só os amorosos. Eu juro que não entendo como as pessoas não conseguem enxergar isso, mas é impressionante a quantidade de gente que efetivamente não enxerga!! Eu sou das que quebram a cara sempre pq não consigo entender a dificuldade do outro em ser honesto, gentil e educado. Tem sim como dizer pra alguém alguma coisa ruim sem destruir aquela pessoa. Todo mundo sabe que perder faz parte do crescimento e não é esse o ponto. Não é perder que é ruim, mas sim a forma como perdemos. Não entendo como alguém pode achar melhor mentir, ignorar, ser grosseiro e desrespeitoso, mas é o que o tenho vivido ultimamente. É uma questão de índole e eu tenho feito um exercício enorme pra não achar que é só isso que vou encontrar, mas tá começando a ficar difícil…

        • Ju, não é só isso que você vai encontrar, fique tranquila. Só não desista das coisas que quer viver. Estou tentando fazer o mesmo todos os dias.
          Sobre a opinião do Thiago, gostei do seu desdobramento também.
          Ele teve uma visão mais específica e eu tive uma outra mais ampla, mas nem por isso menos específica. Quis mesmo falar do respeito, que ninguém controla ninguém, mas todo mundo tem a obrigação de respeitar, seja o que for, fale o que falar. Legal ter percebido isso, de verdade!
          Gostei dessa parte: “tem sim como dizer pra alguém alguma coisa ruim sem destruir aquela pessoa” e com isso você resumiu o texto todo.

          Espero que leia outros textos. 🙂
          Obrigado,
          beijos.

  7. Senti que erro sim. Mas as pessoas andam errando muito mais!! Ler “Ah você é uma pessoa perfeita, o problema sou eu e não você!” me fez lembrar de um relacionamento, onde me disseram isso e de fato, como dói e como nos fechamos e passamos a desconfiar das pessoas a tal ponto de não enxergar alguém realmente especial.

    • Posso te fazer um pedido, Erika?
      Não deixe de ser quem é por quem já passou pela sua vida. A gente gira com o mundo e novas pessoas sempre esperam por conhecer a gente, sabe?

      Eu também já ouvi isso, milhares de pessoas já ouviram, mas nem por isso devemos desacreditar nas coisas boas e na felicidade que a gente quer, né?

      Fica bem e obrigado por comentar,
      beijos.

  8. A coisa mais babaca que existe é a pessoa ter medo de se relacionar porque um outro alguém à machucou!!

    Texto lindo, Parabéns!!

  9. Como diz um texto que rolou nas internê por esses dias… “o poder do relacionamento está com quem se importa menos”. A que ponto chegamos, hein? O problema está em vocês mesmo. Eu que não vou perder minha humanidade fingindo ser alguém sem sentimentos ou escrúpulos (o que aparentemente virou regra). Me magoe, mas faça isso de frente. A verdade é como um band-aid: se tirado rápido, dói bastante na hora, mas no dia seguinte começa a cicatrizar. Mentira, no entanto, é como um band-aid tirado lentamente: vai gangrenando a ferida, prolongando a cura daquele ferimento por um bom tempo… Sejamos mais honestos, pessoas. Faz um bem danado ao coração 🙂

    • Só falou verdades, Luiza!
      É exatamente dessa maneira que penso.
      Tipo, a gente pode até sofrer, mas deixar de ser quem somos NUNCA!
      E essas pessoas que estão estragando tudo estão perdidas, porque a nossa força tá na indiferença, tá em não ligar se elas fazem isso, pois a gente vai lá e gosta de novo, a gente vai lá e diz que ama, que sente saudade, a gente vai lá e continua a ser quem somos. 🙂

      Obrigado por comentar.
      beijos

    • Assino em baixo!

  10. Mariana Souto Lima

    23 de abril de 2014 at 23:43

    Caramba, acho que não é bem por ai não. Acontece que cada ser humano tem um mundo dentro de si que ninguém sabe por onde vai… quando uma pessoa recua, deixa de apostar naquele possível relacionamento feliz e duradouro, é porque sabe que ta faltando algo, eu pelo menos acho isso. Eu acredito muito em destino, naquela coisa de se é pra ser, vai ser. Se você tem que fazer um minimo esforço psicológico pra estar do lado daquela pessoa, não é porque é pra ser. A maioria dos relacionamentos que eu já vi que foram embasados em uma ou duas pessoas tentando se entregar, ou tentando se apaixonar, não deu certo. Será q dá pra entender? Quando uma paixão avassaladora chega, não tem isso de medo ou de receio, a gente se entrega sem nem pensar duas vezes, pode não durar muito tempo também, mas o que faz permanecer já são outros 500. É por isso que as vezes duas pessoas estão ficando há algum tempo e não avançam para um relacionamento mais sério, e se uma delas conhece uma outra pessoa que tenha “o borogodó” que ta faltando, acaba com a outra e logo em seguida aparece namorando com esse ser mais atraente. Não consigo ver culpa no desistente. Eu culpo o destino, culpo alguma força maior, mas o que tem que ser, tem que ser, se não foi com o outro é porque não era pra ser. Acho que fica mais fácil de encarar tudo na vida se pensarmos assim. Inclusive acho que se pensarmos assim, não vamos descontar nossas frustrações no próximo relacionamento como você falou.
    Eu particularmente vejo isso como um avanço das relações porque na época da minha avó era assim: conhecia, namorava e casava. Não era comum (das mulheres pelo menos) dizer um “não te quero mais”, e a partir disso existiam um milhão de casamentos infelizes e frustrados. Mas é só minha opinião!! =)

    • Entendo seu ponto de vista, Mariana.
      Mas não quis escrever sobre como a pessoa pode ficar ou sair na sua vida, quis escrever sobre respeito.
      Independente do mundo que ela entre ou saia, penso que as pessoas devem respeitar tudo e todas.
      Não chego a culpar o destino, acho que ele é implacável e nós somos responsáveis por grande parte dele. Por isso o tom de indignação do tipo “parem com isso, estou entando fazer a minha parte”, sabe?
      O que tem que ser realmente será e o mesmo serve para o que não tem que ser.
      Mas em todo e qualquer caso há de ser respeitoso. Pelo menos é no que acredito.

      Espero que leia outros textos,
      obrigado por comentar,
      beijos.

    • Estava procurando algum comentário que batesse com meu pensamento. Concordo plenamente!

    • Gente eu não sou de ler nao na verdade eu nunca parei pra ler um texto sem ser didático,mas esses textos estão me deixando louco e me fazendo refletir muitas das coisas da vida realmente virei fã numero 1,ameii.

    • EXATAMENTE o que eu penso! Quando se quer realmente, não se pensa duas vezes, entra na relação e ponto, independente de quantas frustrações amorosas se teve antes. A partir do momento que se coloca obstáculos, que o fato do outro se importar ser algo incômodo, é porque não existe interesse MÚTUO, ou seja, uma das partes não quer um relacionamento sério. Quem nunca se relacionou com alguém esperando gostar verdadeiramente e avançar na relação? Mas nem sempre dá certo, nem sempre o afeto que o outro tem por nós é o suficiente pra levar um relacionamento a diante. O respeito tem que ser de ambas as partes realmente, pq qualquer pessoa tem o direito de NÃO querer aquele outro alguém. Só quem passa pela situação sabe como funciona. Eu já passei e posso afirmar com todas as letras, existem formas + sutis de interromper o inicio de uma relação do que simplesmente falar que não quer mais. Costumo ser bem sincera em tudo na minha vida, + existem pessoas sensíveis demais, que não aceitarão com tanta facilidade a recusa.

  11. AMOR LIVREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE, SAI DESSAS PLEASEE GALERA!!! NGM ESTRAGA NADA NO AMOR LIVRREEE E E E E E E É SÓ RESPEITO, BOM SENSO E SENSIBILIDADE! carai

  12. Que maravilhoso lê um texto como esse num mundo como o qual nós vivemos. Parabéns, muito lindo e realista, as pessoas precisavam disso.

  13. parabéns pelo texto! não pude ler esse texto em momento melhor, como agora. você foi muito coerente em cada palavra, cada detalhe, cada situação. eu não me vi em um lado, me ví nos dois lados, de quem fere e de quem já foi ferido, e é tudo exatamente como você descreve, só que agora as coisas ficaram claras. muito obrigado por compartilhar e por criar um texto tão realista e incrível.
    beijos!

  14. Nossa, que sensação maravilhosa de ler. É envolvente, forte, totalmente compreensível! Por que as pessoas tornam a vida a dois tão difícil?! Que bom ler isso vindo de um sexo masculino, sério hahahaha
    Gostaria que meu marido percebesse o quanto está se distanciando dessa forma egoísta, sempre achando que eu sou chata e cheia de manias… Mas é uma preocupação para manter uma relação e torna-lá cada vez melhor!
    Ótimo texto Marcio, me deu um “UP”

    Estou super empolgada para adquirir seu livro. Sucesso e parabéns!
    já tenho um grande carinho por você, beijos

    • Homens também são sensíveis, Bruna! Hahaha!
      Tente mostrar para o seu marido o que você gostaria que ele fizesse, pois nós homens somos MUITO lerdos e também por isso, infinitamente inferiores à vocês. 🙂

      Espero que leia outros textos,
      obrigado por comentar,
      beijos!

  15. Tudo tem seu lado bom e ruim ! :3

  16. Pois é brother, foda saber que a carapuça serve. Foda saber que ta errando, e não saber por onde começar a mudar..

    • Nícolas, é complicado mesmo.
      Mas se te incomoda assim, você pode usar uma ferramenta honesta: a verdade.

      Não deixe que ninguém apague seu brilho, meu querido.
      Um homem cheio de amor é um homem invencível. Acredite. Resolva sua vida! 🙂

      Espero que leia outros textos,
      obrigado por comentar,
      abraços.

  17. Realmente tudo o que penso, nunca vou deixar de ser a pessoa que gosta de mostrar o amor e os sentimentos pela pessoa que estou. Recentemente levei um fora e ouvi dela que é melhor eu achar ela uma vagabunda do que uma coração frio, isso porque está querendo mentir e esconder para ela mesmo os sentimentos. Ela me fez sofrer muito, mas não é por isso que não vou tentar novamente e amar e amar e amar….só mostrando como sei amarrrrr….jamais vou deixar de ser quem sou, porque sofri por ela.

    Abraços.

  18. É algo que poderia ter escrito quando estava quebrado, mas quer saber (claro que não quer saber, mas vou falar assim mesmo): depois que esbarrei no caminho da minha esposa, a vida mudou e ficou claro porque não deu certo com as outras – parte porque ela era o que buscava e parte porque não estava mais tão verde quanto antes. Ela morreu de câncer tem um ano mas ela me completou. Espero que você encontre alguem que te faça sentir assim, porque é mágico, mas não desdenhe da sua dor e das péssimas experiências, afinal de contas, graças à elas cheguei até minha mulher e pude reconhecê-la pelo contraste. Ainda bem que existe a tristeza, sim, porque a alegria não passaria das canelas. Se quiser continuar a conversa, pode me mandar um e-mail sem problemas. Até.

    • Diogo, devo falar que teu comentário me fez engolir a seco.
      Foi uma das coisas mais sinceras que li na minha vida.
      Obrigado por expor sua intimidade de um jeito assim tão bonito.
      A tristeza é valiosa, concordo com você. Hoje ainda não tenho alguém em especial à quem me dedicar, mas suas palavras me motivaram a viver a vida e estar pronto para o que ela quiser me dar.
      Posso reproduzir seu comentário na fanpage do blog em algum momento? Acho que mais pessoas devem ler este resumo para entenderem que os problemas que elas julgam ser sérios, não são tão sérios assim perto de outros.

      Você é cheio de amor, isso dá pra ver. Me arrepiei.

      Vamos conversando com certeza!
      Continue acreditando no amor, você é um distribuidor dele.

      Espero que leia outros textos,
      obrigado por comentar,
      abraços!

    • Olgivanna Santos

      25 de abril de 2014 at 13:07

      Perfeito, Diogo! Isso é amor! Abraço. Gigi Santos.d

    • Nabya Samantha Batista

      30 de abril de 2014 at 15:38

      Nossa, Diogo! Que lindo o que escreveste! Dá pra sentir amor e sinceridade em suas palavras! Muitas pessoas precisam perder para valorizar o que tem, e parece que vc fez o certo: valorizou até o final! E não perdeu nada, apenas ganhou um amor sincero e muita alegria junto do seu Amor!
      Que DEUS abençoe sua vida! DEUS continue colocando esse amor em você!
      Abraço ^^

  19. Muito bom!!! Falou tudo

  20. Sensacional!!

  21. Senti que sou a errada da história… =(

  22. Engraçado como as coisas são… Durante muito tempo me fechei pra vida e pras outras pessoas justamente por ter vivido situações em que nem eu e nem os outros tiveram esse respeito recíproco. E, hoje, após uns 2/3 anos de reclusão total, me relaciono com uma pessoa que me faz querer ser mais atenciosa, mais amorosa, que respeita e aprecia esses pequenos detalhes. Hoje, eu tento aprender com ele o que deveria ter feito nos meus outros relacionamentos pra não machucar tanto os outros, ao mesmo tempo que tenho medo de me entregar totalmente. Mas acredito que seu texto era o empurrãozinho que faltava pra eu tomar uma atitude e me permitir ser feliz independente do que fizeram comigo. Obrigada pelas belas, duras e sábias palavras. =)

    • Que felicidade ler uma coisa dessa, Raquel!
      Que este texto sirva então de empurrão pra você sacodir a poeira e viver essa nova e deliciosa fase da sua vida! Vai que vai!

      Acredite no amor.

      Espero que leia outros textos,
      obrigado por comentar,
      beijos.

  23. Perfeito o texto! Apareceu em uma hora tão boa pra mim. Foi como um soco na cara, ao mesmo tempo que parece que as palavras saíram de dentro de mim 🙂

  24. O amor verdadeiro é o amor incondicional… o resto é balela, falácia, curtição, medo da solidão, afinal, somos bichos sociais. E esse primeiro, digamos, uma meia dúzia conseguiu demonstrar na prática ao largo da história da humanidade. Não sejamos tão exigentes; respeitando sempre, é claro, o mínimo entre duas pessoas decentes.
    Você está no controle, então escolha com quem e como, ué…

    • Concordo com isso sobre o amor, Michel.
      Neste caso nem contesto o que é amor real, só falo de respeito; que é algo que a gente deve ter com todas as pessoas, amando ou não.
      Estamos no controle das nossas escolhas, mas não das nossas consequências, né?
      Ou seja, por pior que possa ser uma escolha, ela deve render o respeito, no mínimo.

      Gostei do seu ponto de vista.
      Espero que leia outros textos,
      obrigado por comentar,
      abraços.

  25. Cara, realmente os relacionamentos estão muito fúteis e relâmpagos atualmente
    Mas, oque teve de conhecidas do facebook que publicaram esse texto em sua timeline, reclamando da futilidade dos relacionamentos atuais e que eu sei que saem na balada e fazem coisas que…. melhor nem falar……….olha, que tal se valorizar primeiro e deixar de ser hipócrita por favor.

    • Sério, Gomes?
      Todo mundo se fazendo de sensível e “tocando o puteiro” na vida real? Haha, faz parte!

      Disse tudo: o negócio é se valorizar antes de qualquer coisa!

      Espero que leia outros textos,
      obrigado por comentar,
      abraços!

  26. Perfeito, tem muito do momento que estou passando, qdo ele disse que me ama como irmã, que eu mereço alguém que possa me trazer tudo o que mereço, é como falou acabou e ponto sem justificativa, me identifiquei demais na parte “A vontade de não machucar só machuca mais.
    A mentira pra esconder só traumatiza mais.
    A preocupação em manter uma amizade só diminui as chances disso se tornar verdade.”
    Realmente a amizade para quem quer algo a mais, só machuca.

    beijão

  27. Belíssimo!!!
    Erramos sempre e por muitas vezes não admitimos e acabamos acusando o próximo.
    Parabéns!!!

  28. Mitico! Muito bom, excelente! Um verdadeiro ”choque de realidade”, um ”tapa na cara”! Me fez ver que estou errando e estao errando comigo !! Meus parabens!!

    • Um tapinha na cara com verdades, né Letícia? Haha
      Espero que dê tempo de você parar de estragar as coisas, assim como tenho tentado fazer também, haha! 🙂

      Espero que leia outros textos,
      obrigado por comentar,
      beijos.

  29. Falta verdade nos relacionamentos humanos, até porque hoje parece pecado ser sincero, não é mesmo? O que atrai é a frieza, a indiferença. Mostrar que se importa é quase pedir pra levar um pé na bunda.
    Estranhos valores.. nunca entendi bem como funciona.
    Mas o que me encantou nesse texto foi perceber que ainda existem seres honestíssimos que não sentem medo do afeto humano. Que não confundem cuidado com posse. E, principalmente, que não se sentem culpados por serem verdadeiros.
    Sempre defendi que a vida é curta demais pra gastar o tempo com dissimulações, seja de que tipo for,
    Só faça o que tenha vontade. E, se tiver vontade, ligue, mostre que está lá.
    Se do outro lado alguém receber isso de uma forma negativa, achar que está sendo fácil demais e portanto não tem valor, então, meu amigo, entenda como um sinal de que a pessoa não está preparada para se relacionar.
    Até porque, essa tal pessoa ainda não deve ter percebido que relacionamentos não se tratam de competições, como foi lindamente colocado, mas sim de companheirismo. Quando jogamos em um time, o respeito é a base e atrai a confiança. E respeito e confiança só se conquistam quando estamos dispostos a viver agora, de forma verdadeira.
    Minha profunda admiração ao autor do texto.
    Já virei fã 🙂
    Abraços!

    • É bem isso, Layane!
      Um relação é compromisso, não competição.
      Fico feliz que tenha entendido a sinceridade com que escrevi e o que quis demonstrar.

      Somos pessoas reais cheias de sentimentos reais e não devemos ter vergonha disso; devemos nos orgulhar.

      Obrigado pela belíssima opinião, concordo com tudo!

      Espero que leia outros textos,
      obrigado por comentar,
      beijos,
      Márcio.

  30. Parabéns mesmo.
    Lindo esse texto *-*
    Tudo o que foi escrito aqui, foram apenas verdades doa à quem doer,aceite quem quiser aceitar. Mas hoje em dia às pessoas quer arrumar um “culpado”, mais se for parar pra pensarmos não há apenas um “culpado, como todos nós sabemos cada ação há uma reação, muitas vezes ou quase todas as vezes o que diferencia em um relacionamento a dois e o comportamento é a confiança. Não é por que “sofri” uma vez vou sofrer na próxima, todos estamos correndo o risco de acontecer novamente, mais se não tentarmos como vamos saber que vai acontecer a mesma coisa do relacionamento anterior e caso aconteça será diferente em lugares diferentes, situações diferentes, nada é igual.
    Enfim espero que às pessoas se de conta enquanto há tempo.

    • Obrigado, Bruna! 😀
      É isso e nada mais: verdades, dolorosas verdades.
      Também acho que não há um culpado, a vida é feita por nós, e um dia somos culpado no outro vítima, só temos que ter respeito.

      E é isso mesmo, pessoas diferentes, histórias diferentes. Medo todos nós temos, mas vontade de ser feliz também, né?

      Espero que leia outros textos,
      obrigado por comentar,
      beijos.

      • Já li vários ,rs!
        E amei todos que já li *–*
        Parabéns por escrever aqui e mostrar para às pessoas como elas são e não se dão conta ..
        Queroo ler o livro agora *——*

  31. Guilherme Henrique

    24 de abril de 2014 at 21:28

    Muito inteligente o seu texto! Uma riqueza de detalhes incrível! Esse é o Primeiro texto de sua autoria que eu leio. Achei bastante interessante. E o Curioso é que eu e minha namorada já conversamos sobre muitos tópicos que você mencionou, mas não como briga, e sim como o comportamento das pessoas vem mudando e destruindo relacionamentos, como mencionado no texto.

    Achei esse trecho bem interessante : “Um beijo é feito por duas bocas, que fazem parte de duas pessoas, onde cada uma tem um coração e uma reação diferente, onde cada uma aproveita de um jeito diferente. Isso significa que tudo o que você fizer que tenha relação com outra pessoa terá efeito nessa outra pessoa. A língua portuguesa resume isso em uma palavra: respeito.”

    Parabéns pelo texto!
    abraço!

    • Eu gosto muito dos detalhes, Guilherme!
      Me preocupo em não soar “viajado” demais, sabe? Mas os detalhes completam os textos.
      Legal saber que você e sua namorada conversam sobre isso. E mais, é importante. Consciência ajuda qualquer relação.

      Sobre esse trecho, é bem aquilo né: a gente esquece pela palavra definir, mas a gente tem que lembrar o que a palavra significa e aplicar na nossa vida, nesse caso, o respeito. 🙂

      Espero que leia outros textos,
      obrigado por comentar,
      abraços!

  32. Olá pessoas,

    Primeiramente gostaria de dizer que é um texto muito bom de se ler nos tempos de hoje, por que parece que o romantismo esta em coma profundo.
    Esse texto me fez refletir bastante, a cerca de 2 meses eu terminei um relacionamento no qual eu estava a 1 ano e meio, admito que nos estávamos acomodados em nosso relacionamento, mas mesmo assim eu nunca deixei de ser um cara carinhoso que acreditava fielmente nesse relacionamento, fazia sempre o que estava ao meu alcance pela minha ex parceira, afinal achava que esta seria a mulher da minha vida (por mais que eu seja consideravelmente jovem 22 anos), mas isso não foi o suficiente, pois ela se interessou pelo seu chefe, e o mesmo por ela, isso ficou bem aparente, e inves dizer isso para mim, ela fez o contrario, começou a procurar motivos para brigas até eu terminar o relacionamento, e foi o que acabei fazendo, no nosso termino ela disse ” isso não foi por nenhuma outra pessoa, pois eu te amo” e um mês depois a mesma começou a namorar com seu chefe. Sei que eu também errei, e sofri muito, mas mesmo assim sai desse relacionamento com a cabeça erguida pois, fiz o que considerei certo até o final, admito que no momento é difícil acreditar fielmente no amor, mas disso eu tiro apenas uma certeza, o amor existe, não é apenas um na vida, e o importante é sempre dar o seu melhor, e se não der certo tire o que foi bom e aprenda com seus erros para que o próximo seja muito melhor.

    Agradeço a quem leu este pequeno desabafo.

    • Olha Guilherme, é terrível o que vou falar mas aprendi uma coisa na vida: considerar tudo das pessoas! Aprendi na lágrima.
      Sem essa de “ah, isso ela não faria”, ou seja, por mais louco que pareça, acho que só te cabe aceitar essa mudança da sua ex.
      Mas dá pra perceber que teu coração é bom, foca nas coisas boas e na sua parte pra não deixar com que estraguem mais esse nosso mundo.

      Amor é esperança.

      Espero que leia outros textos,
      obrigado por comentar,
      abraços!

  33. Fiquei sem reação, na verdade eu acho que dentro de mim, ao ler esse texto, aconteceu um conflito entre as minhas emoções e por fim acabaram me deixando paralisada. Não sei direito o que comentar, mas parabéns, ótimo texto, mexeu comigo… e como mexeu.
    Beijos, de coração 🙂

  34. Não sei, mas sentir como se esse texto fosse escrito para mim. Como uma indireta. Não é bonito dizer isso, mas. Nos dias de hoje esta tao difícil acreditar nas pessoas, elas só querem curtir, te curtir. Que quando alguém te fala algo doce, que te deixa flutuando, você acha que é mentira, que é mais uma querendo algo mais contigo. Eu sou uma pessoa terrível, to achando kkkkkkkk. Mas já me machuquei tanto, que acabo machucando as pessoas. Sei lá. Enfim, lindo texto. Parabéns, siga escrevendo sempre. Por favor. Amei. Beijão.

    • Haha, muito boa essa sensação, né Louize?
      Eu acho que as pessoas estão perdidas, sabe?
      E por isso nós que sabemos o que queremos temos que fazer a nossa parte pra não piorar tudo ainda mais.

      Espero que leia outros textos,
      obrigado por comentar,
      beijos!

  35. Estamos estragando tudo porque as pessoas mentem.. a palavra é voluvel, cada vez mais futíl.. Quando vc mente vc desrespeita, quebra o mais puro e antigos pactos do ser humano, e isso é o mal do ser humano desde de os tempos mais remotos, porem cada vez se enganamos mais nas próprias mentiras…

  36. Amei o texto! Tão bem expressado sobre o que realmente está acontecendo com as pessoas! Resumindo; as pessoas se relacionam para que o outro a faça feliz. Quando a grande maioria perceber que a felicidade vem de fazer a outra feliz e não exigir que ela te faça feliz, aí sim os relacionamentos serão constituídos no verdadeiro amor. Amor onde que se doando é que se recebe.

  37. Aquele texto que veio de encontro a minha atual situaçao. A parte do ” vc nao manda mais msg, esta distante” parece que escreveram como se soubessem de algo do que estou vivendo.
    Valeu, o texto me ajudou a refletir e ver que estou estragando tudo hehe.

  38. Incrível. Tenho que mostrar esta reflexão aos leitores do meu blog rs

  39. Já estive nos dois lados da moeda. Já fui o babaca, por ter sofrido bastante com a frieza dos outros e a falta de honestidade. Se me arrependo? Com certeza!
    Só posso dizer de minha experiencia que os relacionamentos que realmente nos fazem felizes são esses sinceros, com verdade. Não o joguinho de “parecer se importar”.

    Enfim, belíssimo texto!
    Parabéns!

    • Quem nunca, né Pedro?
      Acho que todo mundo já foi estragado e já estragou um dia, faz parte do ciclo.
      Concordo com cada palavra e fui isso que quis expor: sejam sinceros, por favor. Não precisam amar, mas sejam sinceros! 🙂

      obrigado por comentar,
      abraços!

  40. Meeeeeu Deus. Que texto incrível. Gostaria muito de papear contigo pois você me descreveu completamente sobre o que sinto ao tentar e tentar e tentar e só levar toco das pessoas machucadas pela vida.
    Você não tem noção do quanto me fez bem e saber que não sou o único que pensa sobre tudo o que você falou sobre quem é o outro lado, o que está por perto, tentando se aproximar (sou eu). Vou dormir com mais certezas do que eu ja tinha de que comigo está tudo bem. E que devo manter-me firme no amor que eu acredito existir. Muito obrigado.

    • Nós nunca somos os únicos, Rafael!
      Fico feliz que tenha se identificado e mais ainda por te fazer bem e te levar inspiração.

      E faça isso, por favor: acredite no amor que você acha que existe, fim. Ninguém pode te julgar.

      Espero que leia outros textos,
      obrigado por comentar,
      abraços.

      • Eu comprei seu livro. A forma que você transmite amor naa palavras me deixaram curioso por ler mais sobre isto. Gostaria de desabafar umas coisas pois ainda preciso de um rumo. Mas não será aqui. Um abração.

    • Olgivanna Santos

      25 de abril de 2014 at 12:51

      Concordo, Rafael! Me encontro assim também! Que bom que não estamos sozinhos… R