Você ainda não superou

As coisas andam complicadas. 
Já faz um tempo desde que o fim chegou, mas você ainda não sentiu que passou. 
Vocês já não são mais uma verdade. 
A conversa desceu entre as outras no celular. 
Não chega mais notificação. 
Não há mais marcação em memes. 
Não há mais posts – você parou de seguir. 
Não história para acompanhar pelo story. 
Houve um rompimento. 
Vocês eram. Hoje não são mais. 
E você ainda não superou. 

E tudo bem. 
Quem que te determina a velocidade com que a nossa vida deve passar? 
Não há autoajuda que acelere o relógio e é difícil acreditar em simpatias. 
Acontece que você ainda não está bem. 
O que já foi dor hoje é uma saudade que aperta.  

Se te afeta tanto é porque te marcou muito. E que sorte a sua por viver uma história para lembrar. Hoje em dia as pessoas não fazem muito para serem lembradas. A sensação é que todo mundo é meio igual e preguiçoso. Que bom que você conseguiu viver algo bom o bastante para ser difícil de guardar e não olhar mais. 

Você chegou a se permitir conhecer pessoas novas, né? 
Um beijo aqui. Uma noite com alguém ali. Mas o dia seguinte sempre chegou com a notícia de que não é a mesma coisa – é que também não é a mesma pessoa. 
Você fez bem em se permitir, mas pensa se não fará melhor em se proteger. 
As pessoas não sabem como são vulneráveis até que a segunda dor apareça. 
Na primeira é tudo uma questão de “puts, a vida é assim mesmo”, na segunda a gente vê que machuca muito e sorriso amarela na rotina.  

Você não erra em tocar a vida, mas talvez se precipite em esperar recomeçar rápido. 
E talvez. Porque de repente você tem feito o certo. 
Os dias não tem manual de instruções. 
Você ainda não superou. 
As séries começadas juntos serão terminadas separadas. 
Ficar ou não na timeline não apaga as fotos da sua cabeça.  
E não há problema nenhum nisso. 
É que você ainda não superou e tudo fica meio confuso. 
Para melhorar, alguns amigos conseguem piorar: 
“Você não colabora”, “Você não fala em outra coisa” e por aí. Todos bem intencionados. 

Respira um pouco. Deixa o tempo cuidar de você e cuide do seu tempo. 
Você ainda não superou. E não importa as notícias que chegarem da outra pessoa. 
Você tem o seu ritmo de viver. 
Vocês foram um episódio, mas sua vida é a sua história. 
Vai passar. 
—————-
Márcio Rodrigues.
umtravesseiroparadois@gmail.com

2 Comments

  1. Impressionante como suas palavras conversam com as minhas vivências.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*